Como reduzir o desperdício de frutas, legumes e verduras em casa?

(Escrito por Thainá Carvalho)

Você já desistiu de comprar frutas, verduras e legumes por não os consumir e acabar tendo que descartá-los? Se a resposta foi sim, saiba que infelizmente esse é um cenário nacional, comprovado por pesquisas.

Um estudo brasileiro, liderado pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), avaliou que a média de descarte alimentício residencial é de 41,6 kg/pessoa. Quando pensamos em sustentabilidade é fundamental avaliarmos os nossos hábitos alimentares bem como viabilizarmos algumas medidas simples que possam gerar benefícios ao meio ambiente.

Atualmente os maiores causadores de descartes residenciais de alimentos são: falta de planejamento nas compras, armazenamento inadequado e aproveitamento não integral dos alimentos. Dentre algumas alternativas que possuímos para que o índice de desperdício seja reduzido dentro das residências, podemos citar:

● Planejamento de compras: tendo o controle do que é realmente necessário para seu consumo familiar ou individual, já é possível diminuir o índice de descartes, assim, automaticamente o desperdício pode ser evitado.

● Crie uma rotina: Lave as frutas e hortaliças muito bem antes de colocá-las na geladeira. Há vários métodos de armazenamento de folhas, frutas e leguminosas que ajudam a preservar sua vida útil.

● Mantenha todos os alimentos embalados para evitar ressecamento e contaminação. Potes de plástico ou de vidro, com tampa são uma boa opção. Manter a organização da geladeira, é fundamental! Lembrando que: produtos comprados antes devem ser consumidos primeiro. Mantenha sempre a ordem dos seus produtos por prazo de validade, assim você não corre o risco de perdê-los, caso tenha comprado em excesso.

● Frutas que ainda não estão no ponto ideal de consumo, devem ficar em temperatura ambiente, como a banana, abacate e o mamão.

Por fim, reaproveite os alimentos: Sobra de alimentos podem se tornar novas receitas, use a criatividade! Entre no mundo da sustentabilidade e aprenda a utilizar tudo aquilo que os alimentos podem nos proporcionar, desde a raiz até suas cascas e sementes.

Fonte: Intercâmbio Brasil-União Europeia sobre desperdício de alimentos: relatório final. - Portal Embrapa